Heavy metal tem expressiva participação feminina

Mario De Vivo apresenta influência feminina e cantoras deste gênero musical

 18/07/2021 - Publicado há 2 meses

Na edição do programa História do Rock desta semana, o professor Mario De Vivo fala sobre a participação das mulheres no heavy metal. Para De Vivo, a quantidade e a qualidade da participação feminina no heavy metal é bem expressiva. 

A primeira canção que De Vivo apresenta é Catch my heart, da banda de alemães Warlock, de 1982, com a vocalista Doro Pesch. A segunda música do programa é Living in sin, da banda americana Vixen, de 1980, com uma grande baterista do rock, Roxy Petrucci.

Em seguida, o professor traz a canção Nemo, da banda de finlandeses Nightwish, pioneiros no estilo chamado metal sinfônico, com a vocalista do grupo até 2006, Tarja Turunen. De Vivo também inclui no programa a música 500 letters, também da cantora Tarja, mas já em carreira solo em 2013.

Ao final dos anos 90 e início do século 21, tanto a participação das mulheres no heavy metal como o próprio estilo passaram por uma ampliação de público, incluindo jovens e adolescentes, o que aproximou o gênero do pop. Nesse sentido, o professor traz a canção Bring me to life, de 2003, da banda Evanescence, com a voz da cantora Amy Lee.

O próximo encontro é com mais mulheres importantes no universo metal, adianta De Vivo.

Os ouvintes podem enviar sugestões e comentários para o e-mail: ouvinte@usp.br


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.