Cientistas espalhadas pelo mundo lançam carta em apoio às mulheres brasileiras

Um dos dados da carta comentada por Glauco Arbix revela que, em cada dez grávidas mortas no mundo em decorrência da covid-19, oito são brasileiras

 27/04/2021 - Publicado há 7 meses

Nesta coluna do Observatório da Inovação, o professor Glauco Arbix comenta a carta de apoio às mulheres, com foco no Brasil, lançada por mulheres cientistas ao redor do mundo. Arbix destaca que, em meio à tragédia da pandemia, os exemplos de solidariedade são marcantes.

De acordo com o professor, o drama das mulheres brasileiras é ainda mais grave, especialmente no caso daquelas que vivem em condições de vulnerabilidade. Elas lidam com a violência doméstica e com problemas estruturais, como a falta de saneamento.

Arbix ressalta um dos dados da carta, que indica que, em cada dez grávidas mortas no mundo em decorrência da covid-19, oito são brasileiras. Há também a elevada taxa de desemprego e a menor participação feminina na renda nacional em 30 anos. “A vulnerabilidade pega muita gente, mas ela tem uma face feminina”, comenta o professor. 

Entre as quase 2 mil mulheres que assinam a carta, há a presença de diversas pesquisadoras da USP. “São mulheres muito atuantes, que têm um peso muito grande para pressionar as autoridades”, afirma. “Não deixem as nossas mulheres morrerem”, finaliza.

Mais informações sobre inovação estão disponíveis no site Observatório da Inovação, do Instituto de Estudos Avançados da USP: www.oic.nap.usp.br/


Observatório da Inovação
A coluna Observatório da Inovação, com o professor Glauco Arbix, vai ao ar toda segunda-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.