Rádio USP debate a presença das mulheres no audiovisual

Programa “USP Especiais” traz entrevista com as cineastas Lívia Perez, Cristina Amaral e Cassandra Reis

Por - Editorias: Cultura - URL Curta: jornal.usp.br/?p=217025
  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  
Cena do documentário Quem Matou Eloá, de Lívia Perez – Foto: Reprodução

Apenas 17% de mais de 2.500 filmes analisados foram dirigidos por mulheres, de acordo com uma pesquisa divulgada pela Agência Nacional do Cinema (Ancine) em 2016. De 1.836 roteiros produzidos, somente 21% foram assinados por mulheres, que ocupavam só 8% dos cargos de direção de fotografia, ainda de acordo com aquela pesquisa.

Essa situação foi debatida no programa USP Especiais, intitulado Mulheres no Audiovisual, transmitido pela Rádio USP (93,7 MHz) em outubro de 2018.

O programa abordou a obra de três mulheres cineastas brasileiras: Lívia Perez, Cristina Amaral e Cassandra Reis.

Lívia Perez produziu os documentários Quem Matou Eloá, Lampião da Esquina e Cinema Diversidade. Cassandra Reis – formada pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP – assina Lé com Cré. Também formada pela ECA, Cristina Amaral é montadora de filmes, com mais de 60 montagens já realizadas, entre elas as produções Parada 88 – O Limite de Alerta e O Homem que não Dormia.

Ouça nos links acima a íntegra do programa.

  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados