A relação entre o Direito Constitucional e a Teoria Darwiniana da Evolução

Encontro on-line promovido pelo IEA-USP terá a participação do professor Fábio Portela de Almeida, da Universidade de Brasília (UnB)

 28/04/2022 - Publicado há 7 meses
Por

Na próxima quarta-feira, dia 4 de maio, a partir das 15 horas, o Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP realizará o terceiro encontro virtual Conversas Sobre a Teoria Darwiniana. Sob a coordenação do professor José Eli da Veiga, o convidado desta edição será o professor Fábio Portela Lopes de Almeida, da Universidade de Brasília (UnB). “Nossa conversa será sobre Direito Constitucional. Ainda não estamos familiarizados com o tema, pois são raros os casos em que há uma aplicação da Teoria Darwiniana a um campo como o Direito Constitucional”, descreve o colunista.

Fábio Portela Lopes de Almeida fez um trabalho acadêmico que levou à publicação de um livro na Alemanha, em inglês, em que procura explicar porque a Teoria Darwiniana da evolução é importante para refletir sobre a evolução do Direito Constitucional. Lembrando encontros anteriores, Eli da Veiga destaca a primeira edição, que contou com a participação do professor Nelio Bizzo, especialista em Educação. “No segundo, tivemos o professor Paulo Abrantes, o maior filósofo brasileiro que se dedicou à obra de Darwin”, diz Eli da Veiga. O colunista destaca ainda que Paulo Abrantes foi um dos orientadores de Fábio Portela Lopes de Almeida em sua trajetória acadêmica. O encontro virtual poderá ser acompanhado ao vivo pelo endereço www.iea.usp.br/aovivo.


Sustentáculos
A coluna Sustentáculos, com o professor José Eli da Veiga, vai ao ar toda quinta-feira às 8h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.