História do Rock #11: O rock alemão tem estilos únicos

Mario de Vivo mostra as variadas vertentes do rock alemão que só existem naquele país

Jornal da USP
Jornal da USP
História do Rock #11: O rock alemão tem estilos únicos
/

No História do Rock desta semana, o professor Mario de Vivo continua a série sobre rock europeu, com enfoque na Alemanha, que segundo ele apresenta estilos específicos daquele país. Logo no início o professor apresenta a música Home Computer, de 1981, da banda Kfratwerk, umas das bandas alemãs que mais influenciaram o cenário mundial. 

Como dito no episódio anterior, o rock alemão surgiu na década de 1960, e o professor traz detalhes do festival Internationale Essenger Songetage (que em português significa Dia de Canções de Essen). De Vivo conta que o festival trouxe vários artistas folclóricos do país e contou com artistas internacionais como Frank Zappa e The Mothers Invation. “O resultado foi o relançamento da música popular alemã sem o controle estatal, e esses três dias de setembro de 1968 são hoje considerados como a data de nascimento do rock alemão.” 

O professor apresenta duas músicas de bandas que estiveram no festival, a primeira é Kaskados Minnelied, de 1969, da banda de rock psicodélico experimental Amon Düül, e na sequência a música Woman drum, de 1973, da banda Guru Guru.

De Vivo ainda apresenta um estilo peculiar na Alemanha, o metal medieval, com a música Lingua Mendax, de 2005, da banda Corvus Corax. E encerra o programa com a música Liam, de 2020, da banda In Extremo. Na próxima semana Mario De Vivo traz o último episódio do rock alemão prometendo muita música boa.

O História Rock está no Facebook e os ouvintes podem enviar e-mail com dúvidas e sugestões para ouvinte@usp.br.

Produção: Mario De Vivo e Gabriel Soares Apresentação: Mario De Vivo Edição: Gabriel Soares


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.