Ambiente é o Meio #21: Desmatamento ameaça espécie rara de águia no Brasil

Sobrevivência de harpias no País está ameaçada pela expansão da pecuária e agricultura em áreas de florestas

Jornal da USP
Jornal da USP
Ambiente é o Meio #21: Desmatamento ameaça espécie rara de águia no Brasil
/

O podcast Ambiente é o Meio desta semana conversa com o biólogo Everton Miranda, mestre em Ecologia e Conservação da Biodiversidade pela Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), doutor em Ecologia Aplicada pela Universidade de KwaZulu-Natal, na África do Sul, membro da Comissão de Sobrevivência de Espécies da União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN) e pesquisador do PeregrineFund, uma organização sem fins lucrativos que conserva aves de rapina ameaçadas e em perigo de extinção em todo o mundo. Miranda fala sobre a harpia, rara espécie de águia que sofre as consequências do desmatamento no Brasil.

Está “morrendo de fome” devido à expansão da fronteira agrícola, alerta o pesquisador sobre as condições vividas no País pela maior espécie de águia do mundo. É um animal muito possante, de garras poderosas, que pode chegar a pesar 11.1 kg, adianta Miranda, lembrando que a harpia é considerada um animal raro na natureza, com hábitos alimentares carnívoros e um “ciclo de vida extremamente lento”. 

Por ser uma águia florestal, dificilmente é encontrada fora de florestas tropicais perenes, úmidas e chuvosas. E, segundo o pesquisador, o avanço do desmatamento das florestas brasileiras para a expansão da pecuária e da agricultura “resulta na fragmentação dos ecossistemas naturais” e afeta a vida da espécie no Brasil. 

As harpias necessitam de pelo menos 50% de floresta preservada em seu território para viver. Com a redução de áreas disponíveis para as suas presas – preguiças e macacos -, as aves são afetadas por um “estresse alimentar que pode culminar até na morte dos filhotes, como já observamos no sul do Mato Grosso e na Amazônia diversas vezes”, conta Miranda. 

O Brasil “já está devendo floresta, com pouca iniciativa do Estado no sentido de reverter isso”, alerta o pesquisador, afirmando que o “o agronegócio brasileiro vai precisar se reinventar no sentido de entender quais são as demandas da nossa legislação ambiental”, destacando possibilidades que o setor poderia adotar para diminuir o impacto ambiental que gera atualmente.


Ambiente é o Meio

Produção e Apresentação: Professores Marcelo Marine Pereira de Souza e José Marcelino de Resende Pinto (ambos professores da FFCLRP)
Coprodução e Edição: Rádio USP Ribeirão 
E-mail: ouvinte@usp.br
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 107,9; ou Ribeirão Preto FM 107.9, ou pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular para Android e iOS .
.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.