Odontologia da USP em Ribeirão Preto moderniza instalações clínicas

A Clínica Odontológica da FORP atende crianças, adolescentes, adultos e pacientes portadores de necessidades especiais

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
O espaço ganhou novas cadeiras odontológicas e novos equipamentos, como tomógrafo 3D, raio-X panorâmico e raio-X cefalométrico (Foto: Hermano Teixeira Machado)

A Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP) reinaugurou as instalações da Clínica I. O espaço ganhou novas cadeiras odontológicas e novos equipamentos como tomógrafo 3D, raio-X panorâmico e raio-X cefalométrico. Também foram instalados refletores de LED mais potentes, que resultam em menor consumo de energia e têm maior vida útil, e novos fotopolimerizadores de LED  [aparelho de luz no espectro azul utilizado em restaurações com resina].

A cerimônia foi realizada no dia 7 de julho, no Salão Nobre da Faculdade, e contou com a presença de autoridades governamentais, dirigentes da Universidade, alunos, docentes e funcionários da FORP.

A Clínica atende crianças, adolescentes, adultos e pacientes portadores de necessidades especiais. O atendimento é feito por alunos dos cursos de graduação, pós-graduação, especialização e extensão universitária da FORP, sob supervisão do corpo docente. Entre as especialidades estão dentística, oclusão, odontopediatria, ortodontia, periodontia e prótese.

Após a cerimônia, os dirigentes fizeram uma visita às novas instalações  (Foto: Hermano Teixeira Machado)

Segundo a diretora da Faculdade, Léa Assed Bezerra da Silva, as novas instalações vão aprimorar o ensino, além de possibilitar o acompanhamento da evolução científica que vem ocorrendo em todas as áreas da Odontologia nos últimos anos. Também vão oferece maior qualidade, conforto e agilidade no atendimento dos pacientes que se beneficiarão de recursos modernos para o diagnóstico, realização e acompanhamento dos tratamentos efetuados.

O reitor da USP, Marco Antonio Zago, que esteve presente à cerimônia e visitou as novas instalações, destacou a importância das atividades de extensão oferecidas à comunidade e a necessidade de a Universidade “derrubar os muros que a separam da sociedade”. O dirigente também ressaltou a recente decisão do Conselho Universitário de adotar reserva de vagas nos cursos de graduação para alunos oriundos de escolas públicas e autodeclarados pretos, pardos e indígenas (PPI).

(Com informações do Serviço de Comunicação Social da Prefeitura do Campus de Ribeirão Preto)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados