Dirigentes discutem a gestão da Universidade em tempos de pandemia

Encontro foi realizado virtualmente e reuniu cerca de 100 diretores de Unidades de Ensino, Institutos, Museus e Órgãos da Universidade

Editorias: Institucional - URL Curta: jornal.usp.br/?p=315011
O reitor Vahan Agopyan conduziu a reunião virtual com os dirigentes da universidade – Foto: Erika Yamamoto

A USP está se mostrando para sociedade como instrumento importante para enfrentar a crise decorrente da pandemia da covid-19 em todos os sentidos: no ensino, na pesquisa e na extensão. Do ponto de vista da gestão, estamos conseguindo fazer tudo continuar funcionando”.

Assim o reitor Vahan Agopyan deu início à reunião de dirigentes, promovida no último dia 14 de abril. O encontro, realizado virtualmente, reuniu cerca de 100 diretores de Unidades de Ensino, Institutos, Museus e Órgãos da Universidade.

“Nosso objetivo é compartilhar informações para que todos tenham conhecimento das atividades que estão sendo realizadas. Ainda não sabemos como será o futuro e nem podemos fazer prognósticos. O certo é que teremos grandes desafios pela frente, mas que permitirão que a universidade se renove e se aperfeiçoe”, afirmou o reitor. “Teremos outra realidade quando tudo for retomado. Teremos grandes mudanças, muito trabalho e muitos obstáculos a vencer”, continuou.

Em relação à gestão financeira da Universidade, Agopyan mencionou que estão sendo feitas reuniões periódicas do Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas (Cruesp) para avaliação da situação. 

Em seguida, os pró-reitores da Universidade fizeram apresentações sobre como cada uma das áreas tem atuado durante esse período.

O pró-reitor de Graduação, Edmund Chada Baracat, ressaltou que 90% das disciplinas teóricas ministradas pelos cursos no primeiro semestre do ano estão sendo oferecidas de forma on-line, com a utilização das plataformas e-Aulas e e-Disciplinas. Além disso, foram distribuídos 260 “kits internet” – composto por um chip para celular ou um modem portátil com interface USB, habilitados para 20 GB e mínimo de 100 horas aulas por mês – para estudantes com necessidades socioeconômicas e que são moradores do Conjunto Residencial da USP (Crusp).

O mesmo ocorreu no que se refere aos alunos de pós-graduação. Segundo o pró-reitor Carlos Gilberto Carlotti Junior, 121 kits já foram distribuídos no Crusp. Além dos moradores do Crusp, outros estudantes de graduação e de pós-graduação com necessidades socioeconômicas de todos os campi também estão recebendo os kits.

De acordo com Carlotti, atualmente, 945 disciplinas dos programas de pós-graduação estão sendo ministradas no formato não presencial. Em relação às bolsas concedidas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), o pró-reitor informou aos dirigentes que a USP recebeu 213 bolsas adicionais, de acordo com a portaria divulgada pela Coordenadoria no início de março.

Pesquisa e doação

Foto: Erika Yamamoto

A relevância da produção científica relacionada ao combate da covid-19 foi um dos pontos destacados pelo pró-reitor de Pesquisa, Sylvio Roberto Accioly Canuto. “Há, hoje, 195 projetos de pesquisa sobre a covid-19 em andamento, além de 72 ações de divulgação e informações úteis à população, doações e disponibilizações de instalações, treinamento e recrutamento, em várias áreas do conhecimento, o que mostra o esforço e a pujança do trabalho desenvolvido pela comunidade acadêmica”, considerou. A relação das pesquisas está disponível no site da Pró-Reitoria.

Canuto também falou sobre o programa USP Vida, voltado a pessoas físicas e jurídicas que tenham interesse em doar recursos diretamente para as pesquisas desenvolvidas pela instituição ou direcionar sua doação para um fundo único, para que os recursos sejam aplicados na pesquisa mais avançada no momento.

Já a Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária lançou o projeto USP Cultura em Casa, com a disponibilização de conteúdos on-line produzidos pelos centros de cultura, pelos programas USP Comunidade, por museus e por Unidades, atualizados constantemente, conforme salientou a pró-reitora Maria Aparecida de Andrade Moreira Machado.

Maria Aparecida também adiantou aos dirigentes que está em estudo a realização da Feira USP e as Profissões, inicialmente programada para o mês de agosto, em formato digital.  

O vice-reitor da Universidade, Antonio Carlos Hernandes, encerrou o encontro abordando as ações adotadas no que se refere à gestão administrativa e frisou que processos administrativos como pagamento a fornecedores, assinatura e renovação de contratos e atividades relacionadas à gestão de pessoas continuam funcionando normalmente.

Após as apresentações, os dirigentes tiveram a oportunidade de esclarecer dúvidas sobre os pontos abordados e questões específicas relacionadas às Unidades.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.