José Antonio Ocampo, ex-secretário-geral adjunto da ONU, é novo titular da Cátedra José Bonifácio

O novo catedrático abordará problemas e desafios da governança internacional

Editorias: Institucional - URL Curta: jornal.usp.br/?p=315300
José Antonio Ocampo - Foto: Reprodução/Columbia University

O economista colombiano, docente da Universidade de Columbia (EUA) e ex- secretário-geral adjunto da Organização das Nações Unidas, José Antonio Ocampo Gaviria é o novo titular da Cátedra José Bonifácio. Ocampo desenvolverá pesquisas voltadas para os problemas e desafios da governança internacional.

O anúncio do novo titular da cátedra ocorre junto com o lançamento do livro “Desenvolvimento e cooperação na América Latina: a urgência de uma estratégia renovada” coordenado pelo titular da cátedra em 2019, Enrique Garcia, ex-Ministro do Planejamento e Coordenação da Bolívia,  que reúne artigos de especialistas renomados e alunos de pós-graduação da USP. É o sétimo volume da coleção de livros produzidos pela Cátedra, todos publicados pela Edusp, com apoio financeiro do Banco Santander. (Mais Informações no Leia Mais).

 “É extraordinário ver como a Universidade está conseguindo manter suas atividades durante esse período tão difícil que estamos atravessando. A Cátedra José Bonifácio foi a primeira a ser instituída seguindo um novo modelo que prioriza a interdisciplinaridade e a troca de conhecimentos com personalidades que não pertencem à Universidade e trazem uma grande contribuição para a nossa pesquisa”, afirmou o reitor Vahan Agopyan.

Graduado em Sociologia e em Economia pela Universidade de Notre Dame (EUA), com doutorado em Economia pela Universidade de Yale (EUA), o novo titular José Antonio Ocampo Gavíria construiu uma sólida carreira internacional, ocupando cargos de destaque como secretário-executivo da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), de 1998 a 2003, e secretário-geral adjunto da Organização das Nações Unidas (ONU), de 2003 a 2007.

Aos 67 anos de idade, Ocampo segue em plena atividade, desenvolvendo atividades tanto na Colômbia quanto no plano internacional. Desde 2017 ocupa o cargo de codiretor do Banco de la República, o equivalente ao Banco Central daquele país.

“Com a experiência do trabalho que, entre tantas atividades relevantes, realizou na ONU ao lado do secretário-geral Kofi Annan, Ocampo contribuirá significativamente para que pesquisadores da USP reflitam com consistência sobre os desafios postos para a governança internacional na terrível realidade deste tempo”, comenta o professor Pedro Dallari, coordenador do Centro Ibero-Americano (Ciba), que gerencia a cátedra.

+ Mais

Um roteiro para o futuro

A cerimônia de posse de José Antonio Ocampo e a retomada das atividades da cátedra só deverão ocorrer no segundo semestre, em função da crise da covid-19. A versão digital do livro coordenado por Enrique García já está disponível no portal de livros abertos da Edusp, assim como as seis publicações anteriores.

“O lançamento do livro sobre a América Latina é uma demonstração da vitalidade da USP, que dá pleno seguimento às suas atividades de produção e disseminação de conhecimento mesmo em um contexto extremamente difícil. Além disso, é uma obra muito oportuna, já que, com textos produzidos em 2019, faz um diagnóstico claro dos problemas encontrados no caminho do desenvolvimento da América Latina, descrevendo a fragilidade de um quadro econômico, político e social que, infelizmente, está sendo confirmada com o terrível impacto da pandemia da covid-19 na nossa região. A urgência de uma estratégia renovada torna-se ainda mais relevante na atualidade e muitas das diretrizes propostas ao longo dos diversos artigos terão necessariamente que ser levadas em consideração pela sociedade e pelos governos latino-americanos”, explica Dallari.

Mesmo cumprindo o isolamento em sua casa em La Paz, Enrique García fez questão de gravar um vídeo sobre o lançamento do livro e seu trabalho à frente da Cátedra em 2019.

A Cátedra José Bonifácio

Criada em 2013, a Cátedra José Bonifácio é uma iniciativa do Centro Ibero-Americano (Ciba), núcleo ligado à Pró-Reitoria de Pesquisa e ao Instituto de Relações Internacionais (IRI), que, com apoio financeiro do Banco Santander, convida uma personalidade do mundo ibero-americano para ministrar atividades acadêmicas na Universidade durante um ano letivo.

Os convidados desenvolvem pesquisa na Universidade, na temática referente à sua especialidade. Além disso, são realizadas conferências abertas à comunidade e, até mesmo, específicas para docentes e discentes.

Ocampo é o oitavo ocupante da cátedra, que já teve como titulares o ex-presidente do Chile, Ricardo Lagos (2013); o secretário-geral da Secretaria-Geral Ibero-Americana, Enrique Iglesias (2014); a escritora Nélida Piñon (2015); o ex-primeiro-ministro da Espanha, Felipe González Márquez (2016); a embaixadora do México no Brasil, Beatriz Paredes (2017); a ex-presidente da Costa Rica, Laura Chinchilla (2018); e o economista Enrique García (2019).

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.