Sociedade deve punir, nas urnas, aqueles que ferem lei das estatais

Efeito da norma de moralização na indicação para conselho de empresas públicas precisa ser investigado pelo MP

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

No início do governo Temer, foi aprovada uma legislação que tornava mais rígidas as regras de governança das empresas estatais brasileiras. Depois de quase um ano da promulgação da lei, o professor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA-USP) Fernando Botelho considera que ainda não se sabe de seu efeito a longo prazo.

No entanto, o professor explica que a questão principal é a transparência. Segundo ele, tal recurso é o maior remédio para a corrupção, a fim de fazer cumprir a lei não por boa vontade dos políticos, mas através de uma política de Estado.

Além disso, Botelho diz que o ideal seria a possibilidade de responsabilizar os conselheiros pelas suas más decisões e a sociedade punir nas urnas os políticos transgressores da legislação.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados