Só pacto social pode viabilizar reforma da Previdência

Negociações políticas irão marcar as discussões em torno da reforma previdenciária

  • 17
  •  
  •  
  •  
  •  

 

Foi finalmente enviada ao Congresso Nacional a proposta de reforma da Previdência, mas, para funcionar, seria necessário um pacto social que não existe. As eleições e mesmo o processo político ao longo do governo Dilma-Temer endureceram as negociações. A economia de mais de R$ 1 trilhão que dizem que a reforma vai trazer é discurso para negociar. Nesse contexto político agitado, é errôneo argumentar que somente a reforma viabiliza a retomada do crescimento econômico, a queda dos juros ou a discussão de outras dimensões econômicas e sociais. Segundo o professor Gilson Schwartz, somente se o governo promover políticas de crescimento econômico a reforma será possível, caso contrário, a situação ficará ainda mais difícil. Dados da Fipe mostram que, na prática, a reforma afetará cerca de 6% da população brasileira.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 17
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados