Relação do adolescente com o álcool é uma relação de risco

Quanto mais cedo o jovem começar a consumir bebidas alcoólicas, maior será o prejuízo futuro

Álcool – Foto: Visualhunt

.

Um assunto que sempre preocupa pais e autoridades da saúde é o consumo de bebidas alcoólicas entre crianças e adolescentes, e com razão. Uma pesquisa recente, realizada em dez escolas de São Paulo, mostra ser bastante precoce o primeiro contato do adolescente com o álcool – por volta dos dez anos. Em 20% dos casos, o uso ultrapassa uma dose diária. Independente da quantidade, no entanto, o certo é que, quanto mais cedo o jovem trava seu primeiro contato com bebidas alcoólicas, maiores serão as chances de se associar ao álcool na vida adulta, revela a professora assistente de Psiquiatria do Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da USP, Sandra Scivoletto.

Acontece simplesmente que os adolescentes copiam o comportamento dos adultos e, se estes bebem, é quase natural que aqueles também passem a adotar o mesmo padrão. O que eles ignoram, contudo, é que seus cérebros ainda estão em desenvolvimento e que o uso precoce do álcool pode levar a uma relação de dependência, não química, necessariamente, mas social. Diz Sandra: “Começa a fazer parte da estrutura de personalidade de funcionamento dele”. O mais grave é que o primeiro contato do adolescente com a bebida não raro é fruto do incentivo dos próprios pais, os quais, por sua vez, estão integrados numa sociedade em que é grande a permissividade em relação ao consumo do álcool.

Sem mencionar os prejuízos para o próprio organismo, os jovens colocam-se em situações de risco quando bebem. É sabido, por exemplo, a associação danosa existente entre o uso do álcool e os quadros depressivos, uma relação que pode levar ao suicídio. Portanto, a melhor forma de se ver livre desse tipo de ameaça é se abster do álcool, aconselha Sandra. A própria OMS (Organização Mundial da Saúde) se impôs a tarefa de reduzir o consumo nocivo de  bebidas alcoólicas em 10%, em todo o mundo, até o ano de 2025.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.