Privatização da Ceitec pode prejudicar indústria microeletrônica

Brasil tem apenas duas empresas de microeletrônica – consideradas estratégicas -, e uma delas está na mira de Paulo Guedes

O Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada (Ceitec) é uma das empresas presentes na lista de Paulo Guedes, ministro da Economia, para ser privatizada até o fim de 2019. Marcelo Zuffo, professor da Escola Politécnica da USP, explica que a empresa estatal é voltada ao projeto e à manufatura de circuitos integrados (chips) e microeletrônica.

O professor ressalta que o Brasil tem sofrido grande desindustrialização, podendo inclusive sair do ranking de países industrializados. Em contrapartida, a indústria de microeletrônica é estratégica para o País. “Há apenas duas empresas do ramo, a Ceitec, que é pública e está instalada no Rio Grande do Sul, e a Unitec, privada e situada em Minas Gerais. Fechar a empresa significaria reduzir o setor estratégico que possibilita um crescimento econômico ao Brasil”, afirma Zuffo.

Ouça no link acima a íntegra da entrevista.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.