Pesquisa comprova que a endometriose causa dor na relação sexual

Provocando o distanciamento da atividade sexual e comprometimento da relação com o parceiro

Nesta edição do Saúde Feminina, o médico ginecologista Alexandre Faisal fala sobre dor durante a relação sexual e endometriose (presença do endométrio, camada interna do útero, que se coloca fora da cavidade uterina, podendo acometer o peritônio, os ovários, a bexiga e o intestino).

Faisal comenta sobre um estudo brasileiro publicado na Revista de Obstetrícia e Ginecologia que avaliou a relação entre a gravidade da doença, a qualidade da vida sexual e a dor em 67 pacientes femininas, com 39 anos, com endometriose profunda. “A pesquisa mostrou que 94% delas apresentavam uma dor importante durante a menstruação e 71% apontavam uma dor significativa durante a relação sexual”, explica o médico.

A pesquisa comprova que há uma associação importante entre disfunção sexual e endometriose profunda. “A mulher com endometriose mais grave acaba evitando, na vida sexual, o ciclo vicioso de dor, o que acaba distanciando a mulher da atividade sexual com comprometimento do parceiro, gerando muita frustração, ansiedade e deteriorando o vínculo do casal”, observa Faisal.

Ouça, no link acima, a íntegra da coluna Saúde Feminina.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 7
  •  
  •  
  •  
  •