Para colunista, COP 23 não deve avançar em negociações do clima

José Eli da Veiga lembra da importância de inserir o setor financeiro nas discussões sobre as mudanças climáticas

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Com o início da 23ª Conferência das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima, a COP 23, a probabilidade de surgirem novas negociações é baixa. “Provavelmente não será uma COP de grandes novidades”, diz o professor José Eli da Veiga, que se pergunta qual é o sentido de reunir tantas pessoas, aumentando a emissão de gases de efeito estufa com viagens de avião, para avançar tão pouco em decisões que já foram tomadas. O encontro acontece na Alemanha até o dia 17 de novembro.

O colunista lembra que o ponto-chave da conferência é interrogar se o processo de adoção das inovações tecnológicas vai ocorrer com a velocidade necessária para responder às mudanças climáticas. Por isso, maiores expectativas estão reservadas para uma cúpula marcada para dezembro, quando o setor financeiro participará das discussões.

Saiba mais no áudio da coluna.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados