Padre Beto fala sobre sua excomunhão da Igreja Católica por defender casamentos homoafetivos

Em 2013, padre Beto foi excomungado por defender casamento entre pessoas do mesmo sexo, divórcio e fazer críticas à moral sexual da Igreja Católica. Atualmente, tornou-se sacerdote independente

Padre Beto, como sacerdote independente, celebra casamento homoafetivo – Foto: Arquivo pessoal do entrevistado

No Diversidade em Ciência, Ricardo Alexino Ferreira entrevista Roberto Francisco Daniel, mais conhecido como padre Beto, sobre a sua excomunhão da Igreja Católica, em processo realizado pela Diocese de Bauru, sem defesa prévia, por discutir em público a moral sexual da instituição e por defender o casamento homoafetivo. “Fui vítima de um estelionato”, afirma.

Padre Beto é doutor em Teologia pela Ludwig Maximilian University, em Munique, uma das mais antigas da Alemanha, fundada em 1472. Ele também é formado em História e Direito. Atualmente, continua exercendo o sacerdócio de forma independente.

É autor dos livros Jesus e a Sexualidade (Editora Astral Cultural); Descobrindo o Religioso no Cinema: Pequeno Método para a Análise Teológica do Filme (Editora da Universidade do Sagrado Coração); Cinema: uma Experiência Mística (Editora da Universidade do Sagrado Coração); Faça uma Revolução Possível: Uma Filosofia para a Transformação (Editora Marco Zero); Verdades Proibidas (Editora Astral Cultural); Um Coração Sábio e Inteligente (Idea Editora); Sem Medo de Voar (Editora Marco Zero); Erinnerung als ethisches Projekt: Aufarbeitung der Vergangenheit im Filmwerk von Steven Spielberg (KoPäd Verlag) e Befreiungstheologie im Film: Eine Analyse des Films – Deus e o Diabo na Terra do Sol – von Glauber Rocha (Steyler Verlag).

Na entrevista, ele fala sobre a atuação da Igreja Católica, casamentos homoafetivos e intolerâncias.


Diversidade em Ciência

O Diversidade em Ciência é um programa de divulgação científica voltado para as ciências das diversidades e direitos humanos, e vai ao ar toda segunda-feira, às 13 horas, com reapresentações às terças-feiras, às duas horas da manhã, e aos sábados, às 14 horas, com direção e apresentação do jornalista e professor da ECA-USP e membro da Comissão de Direitos Humanos da USP, Ricardo Alexino Ferreira, e operação de áudio de João Carlos Megale.

O Diversidade em Ciência é gravado nos estúdios do Departamento de Comunicações e Artes/Educomunicação, da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP).

A Rádio USP-FM pode ser sintonizada em 93,7 MHz/SP ou pelo link http://jornal.usp.br/radio/

.

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.