“Open banking” ajuda correntista a cuidar melhor da sua conta corrente, destaca colunista

A principal vantagem para os brasileiros é ter um maior controle do que se gasta

Na edição de hoje o professor Luli Radfahrer fala sobre open banking, o partilhamento de dados bancários pessoais, um termo da área de serviços financeiros que é parte da tecnologia financeira e dá acesso à conta para determinados serviços. Funciona como se fosse uma empresa independente do banco que olha a sua conta e ajuda você a tomar decisões com base no seu status bancário. Basicamente é abrir a relação que você tem com o banco, que é uma relação a dois, centrada e fechada, para um número maior de empresas.

A principal vantagem para os brasileiros é ter um maior controle do que se gasta. “Um dos serviços do open banking é o cliente entender melhor seus gastos, investir melhor e com isso tirar um pouco o poder do banco e transferir para o dono do dinheiro que é o correntista”, ressalta o professor.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Datacracia.


Datacracia
A coluna Datacracia, com o professor Luli Radfahrer, vai ao ar toda sexta-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •