O problema invisível do lixo eletrônico

Especialista comenta a respeito do desperdício de materiais eletrônicos

Na coluna Datacracia de hoje, o professor Luli Radfahrer comenta sobre lixo eletrônico e de como a falta de reciclagem gera um desperdício desenfreado. O professor cita dados de relatórios da ONU, referentes a 2014, segundo os quais aproximadamente 42 milhões de toneladas de lixo eletrônico são descartados anualmente.

“Lixo eletrônico é um problema sério, complexo e invisível, como o aquecimento global”, afirma o especialista. Ele ainda ressalta que, para resolver o problema, seria necessária uma mudança no processo industrial. Tal mudança teria sua origem na responsabilização dos grandes produtores pela reciclagem de seus produtos, obrigando-os a desenvolver componentes reutilizáveis.

Para saber mais sobre o tema, confira a coluna completa no player acima.

Textos relacionados