O fim da televisão está próximo

Número de usuários dos serviços streaming supera os de tevê por assinatura

  • 18
  •  
  •  
  •  
  •  

Na edição de hoje o professor Gilson Schwartz comenta sobre o fim da televisão como a conhecemos. Relatório da Ofcom, agência reguladora das comunicações no Reino Unido, mostra que, pela primeira vez, a base de assinantes dos serviços de streaming ultrapassou a da TV por assinatura. As receitas da TV por assinatura estão em queda e o tempo dedicado à velha TV cai principalmente entre os jovens. Para completar o cenário de transformação profunda na economia política do audiovisual, o investimento em conteúdo dos canais públicos é o mais baixo dos últimos 20 anos.

Durante um bom tempo os donos de jornais, TVs e outras formas tradicionais de informação, comunicação e cultura acreditaram que a internet viria apenas para complementar, não para destruir, as plataformas tradicionais. A realidade é mais preocupante: surgem novos monopólios em escala global, os conteúdos locais estão sujeitos a curadoria e gestão global e os governos abrem mão de estimular a esfera pública e a criatividade local e nacional.

Ouça, no link acima, a íntegra da coluna Iconomia.

 

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 18
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados