Lei antifumo paulista completa dez anos

O saldo é de 2 milhões de inspeções pela Vigilância Sanitária, com 99,7% dos estabelecimentos cumprindo a lei

A lei antifumo proíbe o consumo de cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos ou de qualquer outro produto fumígeno, derivado ou não do tabaco, em locais total ou parcialmente fechados. A lei completa dez anos no Estado de São Paulo e cinco a menos em todo o País. Nesse período, a Vigilância Sanitária de São Paulo autuou 4 mil estabelecimentos, e o valor da multa por descumprimento à lei é de R$ 1.253,50, dobrando em caso de reincidência. Na terceira vez, o estabelecimento é interditado por 48 horas e, na quarta, o fechamento é por 30 dias. Segundo João Paulo Lotufo, essa é uma lei que é cumprida.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Dr. Bartô e os Doutores da Saúde.


Dr. Bartô e os Doutores da Saúde
A coluna Dr. Bartô e os Doutores da Saúde, com o médico assistente do Hospital Universitário da USP João Paulo Lotufo, vai ao ar toda terça-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.