Governo instala câmeras com reconhecimento facial em Quito

“Agora são mais de 18 países que compraram as tecnologias de reconhecimento facial chinesas”, conta colunista

Na última edição da coluna Observatório da Inovação, falou-se sobre tecnologia de reconhecimento facial. Desta vez o tema retorna, já que em Quito — capital do Equador — foram instaladas cerca de 5 mil câmeras de vigilância com esse sistema.

O objetivo do governo equatoriano é promover mais segurança na cidade, mas a ação acaba abrindo espaço para que as autoridades consigam identificar, por exemplo, opositores. A situação pode ficar complicada, comentou o colunista.

O professor Arbix ainda disse que, como o Equador comprou a tecnologia da China, agora o país asiático tem acesso a um banco de dados enorme sobre a sociedade equatoriana. Para ele, isso pode ter consequência geopolíticas importantes.

É fundamental que haja uma discussão sobre todas essas questões envolvendo a tecnologia de reconhecimento facial, finalizou.

Confira no player acima a íntegra da coluna Observatório da Inovação.


Observatório da Inovação
A coluna Observatório da Inovação, com o professor Glauco Arbix, vai ao ar toda segunda-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •