Governo instala câmeras com reconhecimento facial em Quito

“Agora são mais de 18 países que compraram as tecnologias de reconhecimento facial chinesas”, conta colunista

 01/07/2019 - Publicado há 2 anos

Na última edição da coluna Observatório da Inovação, falou-se sobre tecnologia de reconhecimento facial. Desta vez o tema retorna, já que em Quito — capital do Equador — foram instaladas cerca de 5 mil câmeras de vigilância com esse sistema.

O objetivo do governo equatoriano é promover mais segurança na cidade, mas a ação acaba abrindo espaço para que as autoridades consigam identificar, por exemplo, opositores. A situação pode ficar complicada, comentou o colunista.

O professor Arbix ainda disse que, como o Equador comprou a tecnologia da China, agora o país asiático tem acesso a um banco de dados enorme sobre a sociedade equatoriana. Para ele, isso pode ter consequência geopolíticas importantes.

É fundamental que haja uma discussão sobre todas essas questões envolvendo a tecnologia de reconhecimento facial, finalizou.

Confira no player acima a íntegra da coluna Observatório da Inovação.


Observatório da Inovação
A coluna Observatório da Inovação, com o professor Glauco Arbix, vai ao ar toda segunda-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.