Uso da biotecnologia demanda ética

Mesmo que essa tecnologia melhore a vida das pessoas, se não usada de modo adequado pode ter impactos muito negativos

O colunista fala, desta vez, sobre o cuidado que se deve ter com a biotecnologia. De acordo com ele, a técnica pode ser um poderoso instrumento para melhorar a vida das pessoas, ao passo que pode ter consequências gravíssimas se não usada com responsabilidade.

Como exemplo, Glauco Arbix cita o pesquisador chinês que modificou a genética de alguns embriões e os tornou imunes à Aids. O problema é que, nesse processo, o cientista ignorou os regulamentos de segurança e usou fetos saudáveis. Por causa disso, as gêmeas fruto do estudo têm maior propensão a sofrerem um aneurisma.

“A pergunta-chave é: ‘além do que podemos fazer, o que devemos fazer?'”, finalizou o professor. Para ele, é importante que se tenha ética acima de tudo.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Observatório da Inovação.


Observatório da Inovação
A coluna Observatório da Inovação, com o professor Glauco Arbix, vai ao ar toda segunda-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •