Como são feitas as 10 milhões de linhas de código de um celular

Luli Radfahrer comenta a feitura e a segurança de softwares modulares, feitos de blocos emendados um no outro

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

No início da computação, eram necessários muitos cálculos e processamento para fazer qualquer função de um software. Além disso, os códigos eram feitos linha a linha. Hoje, essa funções formam blocos que podem ser “costurados” a outros, e assim é possível termos celulares com 10 milhões de linhas de código. São os chamados softwares modulares, tema do “Datacracia” de hoje, com Luli Radfahrer.

O gigantesco tamanho dos códigos, no entanto, tem um preço. Na coluna, o professor fala sobre a maior necessidade de garantir segurança ao software, para que o código não se quebre.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados