Colunista explica surgimento do Dia Internacional da Mulher

Direito teve grandes avanços, mas violência contra as mulheres ainda é grande

  • 7
  •  
  •  
  •  
  •  

O professor Pedro Dallari fala esta semana de Cidadania e do Dia Internacional da Mulher. O Dia da Mulher ocorreu, como todos sabem, na última sexta feira, 8 de março. Esta data está no calendário da ONU desde 1975 e faz alusão a um evento de 1917, na Rússia, quando houve uma grande manifestação de mulheres contra o custo de vida e o desemprego, num momento delicado da vida russa, que vivia a 1ª Guerra Mundial, nos primórdios da revolução. Em 1975, a ONU consagrou a data, que é comemorada internacionalmente, inclusive no Brasil.

O século 20 assistiu a grandes avanços dos direitos da mulher. Em 1945, quando a ONU surge, no preâmbulo da Carta das Nações Unidas, se estabelece a igualdade entre homens e mulheres, e isso num momento em que as mulheres não tinham direito de voto (por exemplo, na Itália e na Bélgica). “Não se fala aqui de países em que isso não era uma realidade, mas em países já tidos como muito avançados.”

Confira no post e ouça essas e outras informações e reflexões de Pedro Dallari sobre a violência contra a mulher, inclusive a Lei Maria da Penha e o bizarro aumento do feminicídio no Brasil.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 7
  •  
  •  
  •  
  •