Colunista explica o processo de aprendizagem das máquinas

É preciso cautela no processo educativo da tecnologia, as informações fornecidas devem ser confiáveis e precisas

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na coluna Datacracia de hoje, Luli Radfahrer explica que a tecnologia sempre usou de metáforas biológicas humanas para explicar alguns de seus processos. Com isso em mente, ele comenta que o aprendizado das máquinas acontece apenas por meio do oferecimento de uma grande quantidade de informações, porque, a partir disso, ela faz uma análise estatística e devolve uma resposta que varia de acordo com o contexto.

Os dispositivos eletrônicos podem, então, resolver problemas complexos, conta o colunista. A desvantagem é que, se a fonte de dados não for confiável ou precisa, os resultados da máquina podem ser muito equivocados. Assim, ele finaliza: “Tem que educar muito bem essa máquina, porque, uma vez que ela estiver torta, a gente pode demorar muito até mesmo para entender isso”.

Ouça, pelo player acima, a íntegra da coluna Datacracia.


Datacracia
A coluna Datacracia, com o professor Luli Radfahrer, vai ao ar toda sexta-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •