Aplicativos facilitam viajar pelas artes

Nestas férias, o celular agiliza os deslocamentos e dá boas dicas

  • 27
  •  
  •  
  •  
  •  

Quem está saindo de férias, encontra no celular um guia muito competente. “Mapas, serviços de previsão do tempo e cartões eletrônicos de embarque facilitam a vida em trânsito e não é por acaso que se diz que os celulares são o canivete suíço da era digital”, comenta Giselle Beiguelman, artista e professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP. “Interligados a serviços de localização e recursos on-line, os guias não só agilizam nossos deslocamentos como combinam referências sobre um determinado assunto. No campo das artes, há aplicativos muito bons.”

Giselle aponta o See Saw, um aplicativo que cobre as cidades de Nova York, Los Angeles, Berlim, Londres e Paris. “Em cada uma das cidades, mapeia o que há para ver e a consulta pode ser feita por região, bairro, ou o que há para ver nas redondezas. Mas esse aplicativo não prima apenas pela praticidade. Seu ponto forte são as listas de destaque das exposições selecionadas pelos editores”, observa. “Outro recurso que gosto bastante é que se pode navegar no que está em cartaz, indo diretamente às opções que estão se encerrando ou abrindo naquela semana.”

Outra indicação é a Artguide da Artforum, a principal revista de artes do mundo. “Cobre não só São Paulo como outras capitais brasileiras e uma centena de cidades e de todos os continentes.” No Brasil, Giselle recomenda o Artikin. “É um guia que combina vários recursos que destaquei no da Artforum e no See Saw, mas vai um pouco além em algumas propostas. Nesse aplicativo, todas as sugestões aparecem cronologicamente organizadas. As primeiras são sempre as que vão sair de cartaz. Mostra o que está acontecendo por perto, cobre São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte e tem dois recursos que gosto muito: navegação por tags, que permite buscar exposições por suportes e mídias, como fotografia, vídeo, livro de artista e também acesso a exposições encerradas, que pode ser útil quando se está pesquisando um artista.”

Quem quiser saber mais sobre os aplicativos comentados, ouça a íntegra da coluna, clicando no player acima. Informações mais detalhadas acesse: www.desvirtual.com.

  • 27
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados