Grupo Cumbucado faz show na Casa de Dona Yayá

Neste domingo, às 11 horas, grupo formado por estudantes da USP fará homenagem a Djavan

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Formado em 2016, o Trio Cumbucado é formado por estudantes do curso de Música da Escola de Comunicações e Artes da USP: da esquerda para a direita, Kesia Pessoa, Gabriel Feriani e Paulla Zeferino – Foto: Divulgação / Laila Siqueira

.
Neste domingo, 25 de março, às 11 horas, o grupo Cumbucado realiza um show na Casa de Dona Yayá. Formado por Paulla Zeferino (voz e percussão), Kesia Pessoa (clarinete) e Gabriel Feriani (acordeon), o trio — oriundo do curso de Música da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP — homenageia o cantor e compositor Djavan, através de um repertório de músicas que representam diversas fases da carreira do artista.

Intitulada A Rota do Indivíduo, a apresentação contará com canções como Alagoas, Samurai, Farinha e Que Deus Ajude, além de um medley (formato musical em que várias músicas são misturadas dentro de uma única canção e sem intervalos no ritmo) com os maiores sucessos do Djavan, como Flor de Lis, Eu te devoro, Meu bem querer, Sina, Se, Linha do Equador e Samurai. “O espetáculo dá uma atenção especial ao conteúdo das músicas que têm relação com a história de vida e da carreira do Djavan, daí a escolha do título”, explica Gabriel Feriani.

.
O trio

O Cumbucado surgiu em 2016 e, apesar dos poucos anos de carreira, se apresentou em casas de show renomadas, como o Auditório do Ibirapuera, o Teatro Sérgio Cardoso e a Casa de Dona Yayá, onde se apresentaram no ano passado.

O Cumbucado – Foto: Divulgação / Laila Siqueira

.
A escolha do nome, conta Paulla Zeferino, surgiu a partir de um trocadilho: “Nós queríamos pegar um elemento nacional, já que o nosso foco é a música brasileira, e fazer uma mistura de várias das nossas influências. Então, pegamos a palavra cumbuca e brincamos com a sonoridade ‘um bocado’. E assim criamos Cumbucado”.

O som da banda é uma mistura de música brasileira com composições autorais e experimentações de arranjos, buscando explorar as diversas possibilidades que a formação e os instrumentos utilizados podem oferecer em termos de criação musical.

“Nós criamos o grupo e começamos a montar um repertório de canções bem variado, formado por compositores com os quais nos identificamos, como João Bosco, Gilberto Gil, Dominguinhos e o próprio Djavan”, explica Kesia Pessoa. “As questões sonoras, estéticas, as letras e os arranjos desses artistas nos atraem bastante.”

Intitulado A Rota do Indivíduo, show traz canções que homenageiam carreira do cantor e compositor Djavan e acontece na Casa de Dona Yayá – Foto: Marcos Santos / USP Imagens

.
A Casa de Dona Yayá fica na Rua Major Diogo, 353, Bela Vista, região central de São Paulo e o evento é gratuito.

Para saber mais sobre o evento e a Casa, entre em contato pelo (11) 2648-1501 ou acesse http://www.usp.br/cpc.

Com informações, produção e interação cultural da Casa de Dona Yayá.

Confira mais sobre a vida de Dona Yayá e o CPC no vídeo abaixo:

.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados