Coral da USP comemora 50 anos com apresentação no Ibirapuera

“Cantata Brasileira”, de André Juarez, será executada com 200 cantores e orquestra de percussão

Por - Editorias: Cultura
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Criado em 1967, Coralusp promove inclusão ampla, atraindo não só estudantes, funcionários e professores da USP, mas o público em geral – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

.
O Coral da USP (Coralusp) sobe ao palco do Auditório Ibirapuera, no próximo sábado, dia 2, cantando suas próprias histórias. A exibição da Cantata Brasileira é sua maneira de comemorar 50 anos de trabalho, apresentando ao público cenas do cotidiano do grupo, embaladas por ritmos brasileiros.

A obra foi criada pelo maestro André Juarez, regente do Coralusp e filho do fundador do grupo, o também maestro Benito Juarez. Composta de 12 movimentos, a cantata é feita de baião, bossa-nova, bumba-meu-boi, choro, ciranda, frevo, guarânia, maracatu, samba-canção, samba de roda, samba-enredo e xote.

Marcia Hentschel, diretora artística e regente do Coralusp – Foto: Cecilia Bastos/USP Imagens

“Nós queríamos fazer uma coisa diferente para os 50 anos e, desde sempre, a gente pensou numa composição escrita para isso”, conta a diretora artística e regente do Coralusp, Marcia Hentschel. “Aí o André, que está com a gente há mais de 20 anos e é filho do fundador, disse: ‘Eu tenho muito interesse em fazer essa composição’. Tudo nasceu assim.”

Segundo a diretora, a obra não pretende apresentar a história do Coralusp, mas levar ao público momentos do seu cotidiano, de forma bem-humorada. “Ela conta como se faz para entrar no coro, que tem teste, o que acontece se eu não passo no teste, faz uma brincadeira com o reitor, com o pró-reitor. É uma brincadeira, mais do que a história do coral. É mais ou menos o dia a dia que a gente tem aqui na USP.”

Além das vozes de 200 coralistas, o espetáculo traz também uma orquestra de percussão e, complementando a música, coreografias. “É uma peça muito interessante”, comenta Marcia, “porque também tem marimba, xilofone, piano, percussão, entra um grupo do cupuaçu, entram duas jogadoras de capoeira e tem duas sambistas.”
.

No dia 2 de setembro, no Ibirapuera, 200 coralistas vão interpretar a Cantata Brasileira, de André Juarez, que destaca cenas do cotidiano do Coralusp – Foto: Cecília Bastos / USP Imagens

.
Criado em 1967 por Benito Juarez e o então diretor do Grêmio Politécnico José Luiz Visconti, o Coralusp surgiu como Coral Universitário Poli-Enfermagem, reunindo estudantes da Escola Politécnica e da Escola de Enfermagem. Em pouco tempo, passou a receber membros da comunidade em geral e em 1971 foi integrado à Reitoria da USP. Hoje conta com 15 grupos e mais de 500 participantes.

“O Coralusp foi formado numa época bastante difícil politicamente e eu acho que a grande ‘sacada’ do maestro Benito foi fazer música coral com música popular brasileira”, analisa Marcia sobre a trajetória do coral nestes 50 anos. “Hoje todos os coros fazem assim, mas há 50 anos música de coro não era isso.”

Cartaz da apresentação no Auditório Ibirapuera, com arte gráfica de Thomaz Muci sobre desenho do diretor do Coralusp Silvio Macedo – Foto: Reprodução
Clique no Cartaz para ampliar

A diretora destaca também a importância da ampla inclusão do coral, que recebe não só estudantes, funcionários e professores da USP, mas o público em geral. “Acho que a nossa grande contribuição, especialmente para a nossa universidade, dentro da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária, é realmente ser de extensão, porque a gente está aberta à comunidade.”

A participação no Coralusp é gratuita e não é preciso ter conhecimento musical prévio para se inscrever. Dentre seus 15 grupos, há coros com diferentes níveis e também uma oficina coral. As atividades acontecem na Cidade Universitária, na Faculdade de Direito, na Casa de Dona Yayá e no Teatro da USP (Tusp).

A apresentação do Coralusp em comemoração aos seus 50 anos será no próximo sábado, dia 2, às 21 horas, no Auditório Ibirapuera (Avenida Pedro Álvares Cabral, Portão 2, Parque do Ibirapuera, em São Paulo). Entrada grátis.

Para saber mais do coral, acesse www.coralusp.prceu.usp.br, escreva para coralusp@usp.br ou ligue para (11) 3091-3930.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados