Termos usados nas questões de sustentabilidade ainda geram conflitos

José Eli da Veiga volta a abordar questões ligadas aos termos utilizados e responde dúvida de um leitor do “Jornal da USP”

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

O colunista volta a comentar sobre os termos usados nas questões de sustentabilidade. Atendendo à solicitação de um leitor do Jornal da USP, José Eli da Veiga explica que tais questões foram esclarecidas já na primeira coluna, em maio de 2016. Mas ele reconhece que existe uma grande confusão sobre esses termos.

Ele explica que os termos desenvolvimento sustentável e sustentabilidade são noções bem novas. “Na origem, usava-se apenas o adjetivo sustentável, principalmente na engenharia florestal e na engenharia de pesca”, observa o colunista.

Na primeira Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento de 1972, em Estocolmo, na Suécia, foi inaugurado um extenso debate sobre os limites do crescimento. Já no final de 1987, um relatório da ONU, denominado Nosso Futuro Comum,  lançou a expressão Desenvolvimento Sustentável, consagrada na segunda grande Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, a ECO-92, realizada na cidade do Rio de Janeiro, naquele ano de 1992.

Ouça a coluna na íntegra.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados