Reforma no setor elétrico prevê privatização de usinas

Para José Goldemberg, desestatização diminui custos e cria mais competição

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Nesta semana, o colunista José Goldemberg fala sobre as medidas do governo federal relativas à reforma no setor elétrico, precisamente as que preveem a privatização de usinas hidrelétricas. O ex-reitor da USP (1986-1990) não acha que todas as usinas devem ser desestatizadas, mas vê “com simpatia” a privatização de muitas delas. “Existem certos empreendimentos que são complicados e que, se o governo não liderar, acabam não sendo feitos”, afirma.

Ele chama a atenção para o fato de que o governo não pode abandonar completamente essa área e vê na privatização a criação de mais competição e, portanto, queda nos custos de produção. Confira a opinião de Goldemberg na coluna “Energia” desta semana.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados