Democracia brasileira vive momento particularmente difícil

A opinião é do cientista político André Singer ao comentar a decisão do STF de negar habeas corpus ao ex-presidente Lula

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Por seis votos a cinco, o Supremo Tribunal Federal negou, em votação iniciada na tarde da quarta-feira (4) e concluída apenas na madrugada desta quinta-feira (5), o habeas corpus ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em sua coluna semanal para a Rádio USP, o cientista político André Singer diz que “nós estamos diante de um momento particularmente difícil para a democracia”. Atendo-se apenas ao aspecto puramente político da questão, ele ressalta que a decisão do STF acaba alijando Lula de sua campanha para as eleições de 2018. O ex-presidente, destaca Singer, não vai poder sequer participar da campanha.

Para Singer, o próprio processo eleitoral está sendo afetado pela decisão do STF. “Nós temos que ter uma disputa eleitoral real no Brasil, neste ano de 2018, que possa inclusive discutir tudo o que vem acontecendo, até mesmo o impedimento da ex-presidente Dilma Rousseff, de maneira absolutamente livre, e que o eleitorado possa se pronunciar”. O colunista entende que “as consequências políticas da decisão, e das circunstâncias em que essa decisão foi tomada, para a democracia são bastante complicadas”.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados