Cadastro positivo selecionará melhor o consumidor

Projeto que será votado na câmara é um dos fatores que podem diminuir taxa de juros, segundo professor da USP

  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  

jorusp

Com tramitação em regime de urgência, o projeto do cadastro positivo torna automática a coleta de dados dos consumidores quando as contas são pagas em dia. As informações ficam à disposição das instituições de crédito e, em tese, com esses dados, os bancos podem reduzir as taxas de juros. Atualmente, o cadastro positivo já existe, mas é necessário que o próprio consumidor autorize a disponibilidade dos dados. Rodrigo de Losso, professor titular da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP, falou a respeito do cadastro positivo.

O especialista explica que, com o novo projeto de lei, os dados são coletados e o rating (a nota do consumidor em relação aos seus pagamentos) é divulgado, de maneira pública. A situação se inverte e quem não quiser ter seu rating divulgado teria que se pronunciar a respeito, o que, segundo o professor, não seria complicado fazer. Ele ressalta que atualmente só os grandes bancos têm essas informações. Com o cadastro positivo, novas empresas de crédito conseguiriam concorrer com os bancos em melhores condições por terem esses dados, o que pode fazer com que a taxa de juros caia para o consumidor final.

Para Rodrigo Losso, com o novo projeto, é possível selecionar melhor o consumidor e saber a capacidade de pagamento dele. Hoje, só existe o cadastro negativo, ou seja, não se sabe quantas contas ele pagou. O não pagamento de uma conta já torna o rating negativo. O cadastro positivo vai ser mais justo nesse sentido, fazendo uma avaliação melhor do consumidor, o que daria um maior poder de negociação na hora de obter crédito.

Jornal da USP no Ar, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular. Você pode ouvir a entrevista completa no player acima.

.

  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados