Mudanças no uso do cheque especial devem favorecer consumidor

As altas taxas cobradas pelo cheque especial colocam o consumidor numa espiral de dívidas da qual não consegue sair

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Com o objetivo de reduzir o custo do crédito, abaixar as taxas de juros e melhorar a utilização do serviço, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) aprovou um novo regulamento de uso para o cheque especial.

O professor Luciano Nakabashi, da Faculdade de Economia e Administração de Ribeirão Preto (FEA-RP) da USP, conversou com a Rádio USP sobre as novas normas e seus impactos.

Com as novas regras, os bancos deverão disponibilizar opções de pagamento em condições mais vantajosas do que as do cheque especial quanto à cobrança de encargos financeiros, como parcelamento da dívida contraída, além de outras saídas de pagamento para aqueles que usarem mais de 15% do limite em 30 dias.

Além disso, as instituições vão promover ações de orientação financeira sobre a modalidade para seus clientes.

Ouça na íntegra, pelo link acima, a conversa com Luciano Nakabashi, professor de economia na FEA-RP.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados