Feira USP e as Profissões começa nesta quinta em formato digital e gratuito

Maria Aparecida de Andrade, pró-reitora de Cultura e Extensão Universitária da USP, diz que formato digital pode trazer maior transparência ao conteúdo oferecido e maior alcance

 02/09/2020 - Publicado há 2 anos
No ano passado, quase 60 mil pessoas participaram em três dias de feira Foto: Marcos Santos/USP Imagens

A tradicional Feira USP e as Profissões é um evento que faz parte do cotidiano da Universidade há muito tempo e acontece tanto nos campi do interior quanto no da capital. Geralmente, professores, monitores e funcionários esclarecem dúvidas sobre as unidades de ensino da Universidade, além dos cursos oferecidos, experiência acadêmica, vestibular, entre outros assuntos. Alunos do Ensino Médio e cursos preparatórios para o vestibular são o foco, principalmente os de escola pública. Na capital, ela é realizada desde 2006, reunindo mais de 55 unidades de ensino e pesquisa, além dos estandes da própria Fuvest e Pró-Reitoria de Graduação (PRG).

Mas como colocar em prática uma Feira de Profissões em um ano dominado pela pandemia? Em uma versão digital, gratuita, com lives, estandes virtuais, além de vídeos exclusivos com informações sobre cursos e muito mais. “No final de abril, início de maio, quando percebemos que não havia uma tendência de mudar o aspecto da pandemia, já que ele tendia, infelizmente, a ficar mais complicado, vimos que não seria possível colocar em um ambiente, como foi no ano passado, quase 60 mil pessoas, em dois, três dias de feira”, explica Maria Aparecida de Andrade Moreira Machado, professora e pró-reitora de Cultura e Extensão Universitária (PRCEU) da USP.

Em entrevista ao Jornal da USP no Ar, ela comenta que a Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária e a Superintendência de Tecnologia da Informação da USP encararam o desafio de fazer uma feira on-line, com o objetivo de mostrar a grandiosidade da USP aos estudantes do ensino médio, ajudando-os a definir as carreiras que seguirão no futuro. As atividades, em formato digital, contarão com a participação das comissões de Cultura e Extensão das unidades de ensino, docentes, estudantes de graduação, com mais de 140 carreiras, 42 unidades, além dos institutos e museus da Universidade e, ao entrarem no portal encontrado no site uspprofissoes.usp.br, os estudantes terão a oportunidade de encontrar as áreas pretendidas de forma simples e intuitiva, com informações acadêmicas e, principalmente, culturais.

De acordo com a pró-reitora, o formato digital pode trazer uma maior transparência ao conteúdo oferecido pela USP, além de ser mais abrangente, podendo alcançar regiões até então inalcançáveis. “Eu tenho uma expectativa que, nos dois dias, a gente possa chegar até 300 mil visitantes, sendo, talvez, um dos eventos da Universidade com o maior impacto de público”, comenta Maria Aparecida.

A Feira USP e as Profissões – Edição Digital ocorre nos dias 3 e 4 de setembro, sem a necessidade de inscrição prévia, e quem quiser acompanhar o evento é só entrar no site do evento a partir do dia inaugural.

Saiba mais ouvindo a entrevista completa no player acima.


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP com a Escola Politécnica e o Instituto de Estudos Avançados. No ar, pela Rede USP de Rádio, de segunda a sexta-feira: 1ª edição das 7h30 às 9h, com apresentação de Roxane Ré, e demais edições às 14h, 15h e às 16h45. Em Ribeirão Preto, a edição regional vai ao ar das 12 às 12h30, com apresentação de Mel Vieira e Ferraz Junior. Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo do Jornal da USP no celular. 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.