“Reforma administrativa pode utilizar melhor o capital humano e reduzir a burocracia”

Para Luciano Nakabashi, além de retirar e reduzir privilégios do funcionalismo, a reforma é um elemento importante para o controle de gastos e melhoria da eficiência da administração pública

Na coluna Reflexão Econômica desta semana, o professor Luciano Nakabashi fala sobre a importância da reforma administrativa apresentada pela equipe econômica do governo federal. A reforma, segundo Nakabashi, é um elemento essencial para retirar e reduzir privilégios no setor público, não só em relação aos salários, mas também quanto aos benefícios que, comparados aos do setor privado, apresentam grande distorção. “Nada mais justo do que pessoas com capacitação e cargos semelhantes terem remuneração e benefícios semelhantes.”

Para o professor, é uma questão de justiça social e deve ser aplicada nas três esferas: federal, estadual e municipal e no Executivo, Legislativo e Judiciário. “A distorção existente faz com que pessoas muito qualificadas busquem o setor público pelos benefícios e não porque o setor precise dessas pessoas.” Como exemplo, Nakabashi cita aqueles com mestrado e doutorado que trabalham em cargos no funcionalismo, que exigem no máximo o ensino superior, o que “acaba sendo um capital humano mal utilizado.”

A reforma administrativa, diz, também é um elemento importante para o controle dos gastos do governo, com ela pode-se melhorar a situação fiscal e a eficiência. “A reforma também pode fazer com que se utilize melhor o capital humano que existe no funcionalismo, além de reduzir a burocracia, que, em muitos momentos, atrapalha”. Para Nakabahi, o Brasil tem tantas regras e controles que muitas vezes não fazem sentido e não reduzem a corrupção. “O Brasil deve ser um país para todos e não para algumas classes, isso é uma questão de justiça social.”

Para o professor, o capital humano do funcionalismo fica preso à burocracia e isso reduz a produtividade desses profissionais. “A burocracia deve existir para que as coisas funcionem de forma correta e reduza a corrupção, a reforma administrativa pode atacar tudo isso”, conclui.

Ouça na íntegra a coluna Reflexão Econômica no player acima.


Reflexão Econômica
A coluna Reflexão Econômica, com o professor Luciano Nakabashi, vai ao ar toda quarta-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.