Pandemia aponta para aumento de consumo do jornalismo digital

Segundo estudo do Instituto Reuters, da Universidade de Oxford, o número de leitores dispostos a pagar por notícias on-line cresceu no último ano

A mais recente pesquisa anual Digital News Report, do Instituto Reuters da Universidade de Oxford, revela que o número de leitores dispostos a pagar por notícias on-line cresceu no último ano. Nos Estados Unidos, por exemplo, o porcentual de pessoas dispostas a pagar por conteúdo está hoje em 20%, acima dos 16% do ano passado. Na Noruega, o porcentual é de 42%, contra 34% em 2019. Na coluna desta semana, Lins da Silva comenta o episódio como uma boa notícia para o jornalismo profissional. 

Entre os motivos para o aumento de consumo do jornalismo digital, o colunista cita desde a qualidade da informação como também a identificação com algum jornalista específico e a conveniência de se receber a informação em um horário cômodo para o assinante, e completa: “Existem outros motivos que levam as pessoas a assinar que são mais altruísticos, como, por exemplo, a pessoa achar importante que a sociedade disponha de jornalismo de qualidade”.

Ainda segundo o estudo, os brasileiros são os mais preocupados com desinformação on-line. Para Lins da Silva, a pandemia tem um impacto notável nisso, uma vez que a população se deu conta de que a informação que vem pelo jornalismo é muito mais confiável que a informação que se recebe pelas plataformas e mídias sociais: “A necessidade de boa informação a respeito de um assunto que pode resultar na vida ou na morte das pessoas, além da sua saúde, faz com que aumente a disposição das pessoas de pagarem pelo jornalismo de qualidade”. 

Ouça no player acima a íntegra da coluna Horizontes do Jornalismo


Horizontes do Jornalismo
A coluna Horizontes do Jornalismo, com o professor Carlos Eduardo Lins da Silva, vai ao ar toda segunda-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.