País está diante de um paradoxo

A observação é do cientista político José Álvaro Moisés ao tecer comentários sobre o governo de Jair Bolsonaro em três de seus aspectos

Em sua coluna, José Álvaro Moisés chama a atenção para três aspectos que foram objeto de observação nos últimos períodos do governo de Jair Bolsonaro. O primeiro deles avalia os movimentos das últimas semanas do presidente da República, ou por pessoas que fazem parte da atual gestão, ajudando a desvendar melhor qual é a natureza do governo de Jair Bolsonaro. Não é apenas um governo autoritário, irresponsável, particularista, mas que volta toda sua atenção para a defesa dos seus próprios. O presidente teme que possa haver um processo de impeachment contra ele na Câmara dos Deputados e no Senado e busca se resguardar. Um segundo aspecto mostra sinais de emergência de uma nova consciência política acontecendo no País. Isso remeteu a uma perspectiva da importância das políticas públicas, de interesse público, de decisões coletivas, e não apenas de decisões individuais e de facções. O terceiro aspecto mostra a resiliência das instituições democráticas, especialmente do Supremo Tribunal Federal e do Congresso Nacional. Essas instituições estão sob forte impacto de desconfiança da população, porque, em tese, não cumpririam seus papéis.

“Essas três questões mostram que o País está diante de um dilema, de um paradoxo. Nós podemos avançar na direção do processo de democracia se forem mantidas as instituições fundamentais, se houver apoio da opinião pública, especialmente ao Congresso Nacional e ao STF, impedindo que haja decisões por parte do presidente que, em um certo sentido, constranjam essas instituições, mas pode haver um processo em que as forças da polarização, do antagonismo, que muitas vezes se demonstram apoiadoras do presidente, decidam ir para um conflito que pode ter natureza violenta”, lembra o professor José Álvaro Moisés.


Qualidade da Democracia
A coluna A Qualidade da Democracia, com o professor José Álvaro Moisés, vai ao ar toda terça-feria às 8h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.