O Brasil, Joe Biden e a reunião de Washington

Para Alberto do Amaral, o Brasil “tem uma grande oportunidade na reunião de apresentar propostas concretas para obter benefícios reais para a sua economia e para a efetiva luta contra os impactos negativos da mudança climática”

 13/04/2021 - Publicado há 6 meses
Por

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, convidou 40 líderes mundiais para uma cúpula virtual contra a mudança climática, entre eles, os chefes de governo da China, Xi Jinping, da Rússia, Vladimir Putin, com quem tem uma relação de rivalidade, e também o do Brasil, Jair Bolsonaro. De acordo com a nota oficial emitida pela Casa Branca, lideranças de 17 países, que são responsáveis por 80% das emissões globais, foram convidadas para a cúpula, que será realizada nos dias 22 e 23 de abril.

O tema dessa reunião de Washington, como está sendo chamada, será o de debater medidas para reduzir os impactos provocados pelas mudanças climáticas. O presidente norte-americano entende que a mudança climática é um dos principais temas dos nossos tempos, por isso quer a prioridade de medidas, como a construção de carros elétricos, energia limpa e a resiliência na infraestrutura. No caso do Brasil,  desde o final da ditadura militar, o País assumiu o protagonismo na área ambiental, com foco na ciência, na soberania e na preservação ao meio ambiente.

Segundo o professor Alberto do Amaral, “com a maior diversidade do globo, o Brasil precisa apresentar medidas concretas para reverter sua atual política ambiental, que traz prejuízos econômicos imensos ao País”. Além disso, essa política é nefasta aos interesses nacionais e é prejudicial à humanidade, porque atinge um dos pilares da existência no século 21, que são as condições favoráveis de sobrevivência no planeta.


Um Olhar sobre o Mundo
A coluna Um Olhar sobre o Mundo, com o professor Alberto Amaral, vai ao ar toda terça-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.