Falta de planejamento urbano de qualidade torna São Paulo desigual

Para Paulo Saldiva, políticas públicas ineficientes modificaram o urbanismo da capital paulista, prejudicando a saúde e a qualidade de vida da população

Políticas públicas afetam diretamente a vida da sociedade a todo momento e o urbanismo não fica de fora dessa realidade. A cidade de São Paulo, por exemplo, é vítima de um planejamento urbano de baixa qualidade, que gera um aumento na taxa de letalidade, causada por mortes prematuras da população. Calçadas irregulares, tempos semafóricos insuficientes para travessias de pedestres, trânsito caótico e a preferência pelo transporte individual motorizado em detrimento do transporte público de baixa emissão são alguns dos vários fatores que tornam a capital paulista desigual, segundo Paulo Saldiva. “Tudo isso é consequência de políticas públicas equivocadas. São Paulo não teve muita sorte nos últimos anos em termos de planejamento urbano”, afirma.

O colunista não se mostra otimista quanto ao futuro da cidade, porém, reconhece a importância dos próximos governos na melhoria dessa heterogeneidade. “Como profissional da saúde, é torcer para que tanto o nosso parlamento quanto quem ganhar essa eleição tenha a responsabilidade de não carregar nos ombros ou de pelo menos reverter esse ciclo pernicioso de segregação de pessoas e indução de adoecimento justamente por falta de planejamento urbano”, comenta o professor. “A realidade hoje da gestão da nossa cidade nos últimos 30 anos deixou muito a desejar”, conclui.

Ouça no player acima a íntegra da coluna Saúde e Meio Ambiente.


Saúde e Meio Ambiente
A coluna Saúde e Meio Ambiente, com o professor Paulo Saldiva, vai ao ar toda segunda-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.