Brasileiro não acredita no isolamento social, diz pesquisa

Divisão na crença sobre a eficácia do isolamento social é reflexo da divisão política existente em nosso país, comenta Arbix

O tema de hoje escolhido pelo professor Glauco Arbix fala sobre uma pesquisa feita pela Ipsos em 15 países, que revelou que os brasileiros são um dos povos que menos acreditam na eficácia do isolamento social.

Em termos quantitativos, foi mostrado que metade da população acredita nestas medidas, e a outra metade, não. “O brasileiro tem muitas restrições às medidas, não confia muito, não acredita, diferentemente, por exemplo, de espanhóis, canadenses, italianos”, comenta Arbix.

De acordo com o professor, essa descrença acontece muito devido às ações desencontradas dos governos federal e estaduais, além da crise política e econômica que se somou à crise de saúde. Esse sentimento varia de Estado para Estado, dependendo de quando as medidas foram adotadas ou não. Estados como Goiás e São Paulo, pioneiros nas medidas de restrição social, mostram uma porcentagem maior na crença da eficácia em torno do isolamento, pois os resultados são mais evidentes.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Observatório da Inovação.


Observatório da Inovação
A coluna Observatório da Inovação, com o professor Glauco Arbix, vai ao ar toda segunda-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.