História do Rock #32: Power ballads marcaram a segunda onda do glam metal

Dando continuidade à série sobre o gênero musical, o produtor e apresentador Gabriel Soares traz canções que alcançaram o topo das paradas de sucesso em vários países

História do Rock
História do Rock
História do Rock #32: Power ballads marcaram a segunda onda do glam metal
/

No História do Rock desta semana, o produtor e apresentador Gabriel Soares dá continuidade à série sobre o glam metal e fala sobre a consolidação desse subgênero do heavy metal no topo das paradas, também chamada de segunda onda, que durou da metade até o final da década de 1980.

Em 1984, a banda Twisted Sister alcançou o top 20 da Billboard 200 com o icônico álbum Stay Hungry, o terceiro do grupo. Entre as faixas está We’re Not Gona Take It, apresentada no programa.

No ano seguinte, “o sucesso comercial das bandas de glam metal continuou crescendo”, conta Soares, com importantes lançamentos que não chegaram aos primeiros lugares, mas conseguiram se manter no top 200 da Billboard, “pavimentando o caminho para o ano seguinte”. Em 1986, “o glam metal explodiu”, com o lançamento do terceiro álbum do Bon Jovi, Slippery When Wet, que ocupou no primeiro lugar na Billboard durante oito semanas e foi o primeiro a colocar três músicas no top 10. Deste álbum, o produtor apresenta a canção You Give Love a Bad Name.

No mesmo ano, a banca sueca Europe lançou o álbum The Final Countdown, que alcançou o top 10 em vários países, mas, nos Estados Unidos, ficou e oitavo lugar. A música que dá nome ao disco ficou em primeiro lugar em 26 países e Carrie, apresentada no programa, alcançou o terceiro lugar na Billboard.

Durante essa fase, as power ballads, canções românticas de rock com ritmo lento que surgiram na década de 1970, alcançaram o auge junto ao glam metal. “Para ter uma ideia dessa importância”, diz Soares, a única canção da banda Def Leppard a alcançar o topo da Billboard, Love Bites, de 1987, foi uma power ballad.

Para fechar o programa, Soares apresenta a canção Sweet Child o’ Mine, do Guns N’ Roses, que atingiu o primeiro lugar nos Estados Unidos, do álbum de estreia da banda Appetite for Destruction, de 1987, sendo o “mais vendido de todos os tempos”.

No próximo episódio, Soares entrará na reta final da fase de sucesso do glam metal.

Produção: Mario De Vivo e Gabriel Soares Apresentação: Mario De Vivo Edição: Gabriel Soares e Rosemeire Talamone

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.