Ambiente é o Meio #43: Caatinga brasileira é a região semiárida com mais biodiversidade do planeta

Cerca de 50% das florestas do bioma já foram alteradas, ameaçando espécies, principalmente, pela perda de hábitat pela degradação

Ambiente é o meio - USP
Ambiente é o meio - USP
Ambiente é o Meio #43: Caatinga brasileira é a região semiárida com mais biodiversidade do planeta
/

O podcast Ambiente é o Meio desta semana conversa com o biólogo Samuel Portela, coordenador técnico da área de criação e gestão de Unidades de Conservação, com ênfase em Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) da Associação Caatinga. Portela fala sobre a conservação do bioma brasileiro caatinga.

Na Constituição Federal, a “caatinga e o serrado não estão como patrimônios nacionais como a Amazônia e a Mata Atlântica”, adianta o biólogo, alertando para a desatenção sobre o bioma, uma floresta “rica e exuberante” que está sendo degradada pelo homem – “em média 50% das florestas nativas do bioma já foram alteradas de alguma forma”, afirma.

A riqueza da caatinga, segundo Portela, faz da região semiárida a “mais diversa do planeta”, com altas taxas de endemismo, “ou seja, espécies que só ocorrem aqui”. É um bioma que se destaca, por exemplo, “pela existência de mais de 500 espécies de aves catalogadas, 386 espécies de peixes, 183 espécies de mamíferos, mais de 190 espécies de répteis e quase 90 de anfíbios”.

Mesmo como única morada de espécies endêmicas, existem mais de 180 espécies ameaçadas de extinção, “principalmente pela perda de hábitat”, conta o biólogo. Quando há alterações na floresta original, continua o biólogo, as espécies “vão perdendo espaço, ficando mais vulneráveis e tendem a desaparecer. Isso, realmente, vem acontecendo”. 

Outro alerta de Portela recai no semiárido da região Nordeste, onde já “existe alguns núcleos de desertificação, que são áreas que já foram alteradas, degradadas e estão em um processo que não há mais como reverter”. São áreas suscetíveis à desertificação, que exigem boa gestão com manutenção de florestas e recursos hídricos, completa o biólogo. 


Ambiente é o Meio

Produção e Apresentação: Professores Marcelo Marini Pereira de Souza e José Marcelino de Resende Pinto, ambos professores da FFCLRP
Coprodução e Edição: Rádio USP Ribeirão 
E-mail: ouvinte@usp.br
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 107,9; ou Ribeirão Preto FM 107.9, ou pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular para Android e iOS .
.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.