USP se destaca na produção científica durante a pandemia

Uma reportagem veiculada pela Rádio Nacional, no dia 7 de junho, destacou a posição da USP alcançada nas classificações internacionais

Uma reportagem veiculada pela Rádio Nacional, no dia 7 de junho, destacou a posição da USP alcançada no ranking elaborado pelo Centro de Estudos em Ciência e Tecnologia (CWTS, na sigla em inglês) da Universidade de Leiden e no levantamento feito pela empresa Clarivate Analytics, que colocam a USP como uma das instituições que mais produzem conhecimento científico no mundo.

Na entrevista concedida à rádio, o pró-reitor de pesquisa da USP, Sylvio Roberto Accioly Canuto, atribui o sucesso da Universidade à importância que a Instituição dá à produção de pesquisa e ao fato de que diversas áreas do conhecimento estão empenhadas nos estudos sobre a covid-19. Canuto cita os estudos de maior destaque sobre a pandemia, na USP, como o sequenciamento genético do coronavírus, a inativação do vírus e sete linhas de pesquisa para o desenvolvimento de vacinas contra doença, inclusive uma alternativa em spray nasal.

O pró-reitor fala também sobre a importância dos recursos federais para a manutenção da pesquisa brasileira.

Ouça, a seguir, à íntegra da entrevista.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.