USP assina convênios de cooperação com universidades japonesas

A USP assinou dois convênios de intercâmbio acadêmico com universidades japonesas, a Yokohama National University (YNU) e a Hiroshima University.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

A USP assinou hoje, dia 16 de setembro, dois convênios de intercâmbio acadêmico com universidades japonesas, a Yokohama National University (YNU) e a Hiroshima University, em cerimônias distintas, realizadas no Salão de Atos, no prédio da Administração Central.

O reitor João Grandino Rodas e o reitor da YNU, Kunio Suzuki

Com a Yokohama National University, o objetivo do convênio é a cooperação acadêmica em todas as áreas do conhecimento das instituições envolvidas, através do intercâmbio dos docentes, pesquisadores, estudantes de graduação e pós-graduação, e a realização de pesquisas em conjunto.

Inicialmente, o contato com a YNU foi feito por professores da Escola Politécnica (EP), mas a intenção da assinatura do convênio é que outras Unidades da USP também participem desta cooperação. O primeiro projeto de pesquisa entre as duas Instituições já tem até tema: recuperação de mangues, entre o professor do departamento de Engenharia Naval e Oceânica da EP, Toshi-ichi Tachibana, que pesquisa a dinâmica e hidrodinâmica de sistemas oceânicos, e o reitor da YNU, Kunio Suzuki, que é especialista em mangues.

No início da cerimônia, o vice-reitor executivo de Relações Internacionais da USP, Adnei Melges de Andrade, fez uma apresentação sobre a USP, seus sete campi espalhados pelo Estado de São Paulo, a atuação nas áreas de ensino, pesquisa e extensão universitária, e os programas de internacionalização na Universidade.

Após a assinatura do convênio pelos reitores da USP, João Grandino Rodas, e da YNU, o dirigente da Universidade japonesa fez um breve discurso, em português, sobre a importância da cooperação e convênio entre as duas Instituições. “Há, atualmente, 800 estudantes estrangeiros na nossa Universidade, de 60 países, incluindo do Brasil. Espero que possamos aprofundar as relações entre a USP e a Yokohama”, disse Suzuki.

No dia 17, o reitor da YNU participou de um seminário sobre a cooperação entre a Escola Politécnica da USP e a instituição japonesa, no auditório da EP.

(da esquerda para direita) O cônsul geral do Japão em São Paulo, Kazuaki Obe; o vice-reitor Executivo de Relações Internacionais, Adnei Melges de Andrade; o vice-reitor da Hiroshima University; o diretor co Centro Internacional daquela Universidade, Toshiyuki Sato; e o professor da FD, Masato Ninomiya

Hiroshima University

A USP também assinou um acordo para intercâmbio acadêmico e educacional com a Hiroshima University. No início da manhã, o vice-reitor Executivo de Relações Internacionais, Adnei Melges de Andrade, recebeu o vice-reitor daquela Universidade, Tetsuji Okamoto; o chefe do Planejamento Internacional, Yuji Hirano; o diretor do Centro Internacional, Toshiyuki Sato; e o cônsul geral do Japão em São Paulo, Kazuaki Obe. Também estava presente à cerimônia o professor do Departamento de Direito Internacional e Comparado da Faculdade de Direito da USP, Masato Ninomiya.

A Hiroshima University possui cerca de 20 mil alunos de graduação e de pós-graduação, dos quais aproximadamente 1 mil são estrangeiros. A Instituição é formada por Faculdades nas áreas de Artes e Ciências, Letras, Educação, Direito, Economia, Ciência, Medicina, Odontologia, Ciências Farmacêuticas, Engenharia e Ciências Biológicas Aplicadas.

Atualmente, a USP têm 528 programas de cooperação acadêmica internacional, nos quais estão inclusos os convênios acadêmicos internacionais, os protocolos de intenções, os acordos de cooperação técnico-científico, além da formação de redes com outras Universidades. Deste total, 14 são com instituições de ensino superior do Japão.

(Fotos: Ernani Coimbra)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados