Três livros da Edusp são agraciados com o Prêmio Jabuti 2015

Além da Edusp, a USP também foi agraciada por nove obras de autoria de professores da Universidade.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
9788531414893
O livro Freud e a narrativa paranoica: Schreber Revisitado, de Rogério Paes Henriques, foi um dos vencedores na categoria Capa

A Editora da USP (Edusp) foi premiada em três categorias na 57ª edição do Prêmio Jabuti, a mais importante premiação do mercado editorial brasileiro.  Os vencedores foram divulgados pela Câmara Brasileira do Livro, no último dia 19 de novembro.

Foram premiadas as obras: Freud e a narrativa paranoica: Schreber Revisitado, de Rogério Paes Henriques, na categoria Capa (capista Carolina Aires Sucheuski); Tortura na Era dos Direitos Humanos, de Nancy Cardia e Roberta Astolfi, na categoria Ciências Humanas; e Gramática da Língua Portuguesa padrão com comentários e exemplários, de Amini Boainain Hauy, na categoria Teoria/Crítica Literária, Dicionários e Gramáticas.

Além da Edusp, a USP também foi agraciada por nove obras de autoria de professores da Universidade.

O livro Os Pioneiros da Habitação Social no Brasil, do professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU), Nabil Bonduki, foi o segundo colocado na categoria Arquitetura, Urbanismo, Artes e Fotografia.

Na categoria Ciências da Saúde, o livro Atualização em Hemorragia Digestiva, de Bruno Zilberstein, Flair José Carrilho, Ivan Cecconello e Luiz Augusto Carneiro D’Albuquerque, da Faculdade de Medicina (FM), ficou classificado em terceiro lugar.

A obra Cartas a Lula – O Jornal Particular do presidente e sua influência no Governo do Brasil, de Bernardo Kucinski, da Escola de Comunicações e Artes (ECA), conquistou a terceira colocação na categoria Comunicação. Também da ECA, o professor João Luís Anzanello Carrascoza ficou em segundo lugar na categoria Romance com o livro Caderno de um Ausente.

Na categoria Direito, o livro Direitos Fundamentais das Pessoas em Situação de Rua, de autoria de Ada Pellegrini Grinover, Gregório Assagra de Almeida, Miracy Gustin, Paulo Cesar Vicente de Lima e Rodrigo Iennaco, da Faculdade de Direito, ficou em primeiro lugar.

A obra Práticas da interdisciplinaridade no ensino e pesquisa, de autoria de pesquisadores da Faculdade de Saúde Pública (FSP), Arlindo Philippi Jr e Antônio José Silva Neto, foi o vencedor na categoria Educação e Pedagogia. Na mesma categoria, o terceiro lugar ficou com o professor da Faculdade de Educação Julio Groppa Aquino, autor da obra Da Autoridade Pedagógica à Amizade Intelectual.

O livro Robótica Móvel, organizado pelos professores Roseli Romero, Fernando Osório e Denis Wolf, do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), em São Carlos, e pelo professor Edson Prestes, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, conquistou o segundo lugar na categoria Engenharias, Tecnologias e Informática.

Na categoria Ciências Humanas, o livro Políticas culturais e povos indígenas, dos professores da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) Pedro de Niemeyer Cesarino e Manuela Carneiro da Cunha, obteve a segunda colocação.

O Prêmio Jabuti recebeu, este ano, 2.573 inscrições em suas 27 categorias. Os três livros que receberam a maior pontuação dos jurados em cada categoria foram considerados vencedores. A cerimônia de entrega aos vencedores do Prêmio Jabuti 2015 será realizada dia 3 de dezembro no auditório Ibirapuera, em São Paulo.

Clique aqui e veja a lista completa dos premiados.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados