Universidade recebe comitiva de representantes de instituições belgas

No dia 17 de maio, a USP recebeu a visita de representantes da delegação da Bélgica, composta por reitores, vice-reitores e diretores de Relações Internacionais de Universidades belgas.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

No dia 17 de maio, a USP recebeu a visita de representantes da delegação da Bélgica, composta por reitores, vice-reitores e diretores de Relações Internacionais de Universidades belgas, entre elas a Université De Liège, University Of Namur, Université Catholique de Louvain, Katholieke Universiteit Leuven; e também por diretores de Hautes Ecoles.

O objetivo deste encontro foi fortalecer e ampliar as relações acadêmicas já existentes nas diferentes Unidades da USP. Com a Katholieke Universiteit Leuven foi discutida a participação da USP em uma rede de pesquisa, na qual a Pró-Reitoria de Pesquisa também atuaria.

A delegação belga foi recepcionada pelo vice-reitor Executivo de Relações Internacionais da USP, Adnei Melges de Andrade; o assessor de apoio a visitantes da Comissão de Cooperação Internacional (CCInt), Paulo Afonso Faria da Veiga; o assessor de apoio à cooperação da CCInt, Antônio Carlos Vieira Coelho; a pró-reitora adjunta da Pró-Reitoria de Pesquisa, Carmem Cecília Tadini; e o diretor de Inovação da Agência USP de Inovação, Claudio Tervydis.

Os professores de algumas Unidades da USP, que têm ou pretendem iniciar cooperação acadêmica com Universidades da Bélgica, também estiveram presentes no encontro, como os da Escola de Educação Física e Esporte (EEFE), da Faculdade de Direito; da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA); do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB); do Instituto de Física; do Instituto de Química; e do Instituto Oceanográfico.

Internacionalização na USP

Atualmente, a USP têm 530 programas de cooperação acadêmica internacional, nos quais estão inclusos os convênios acadêmicos internacionais, os protocolos de intenções, os acordos de cooperação técnico-científico, além da formação de redes com outras Universidades. Deste total, cinco são com instituições da Bélgica.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados