Iniciativa do Cruesp pretende fortalecer ações conjuntas da USP, Unesp e Unicamp

Reitores e pró-reitores das três universidades discutem possibilidades de projetos em parceria

 31/03/2022 - Publicado há 3 meses  Atualizado: 04/04/2022 as 19:57
Por
O encontro foi realizado no prédio da Reitoria da USP, na Cidade Universitária, em São Paulo – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

 

O Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas (Cruesp) promoveu, no dia 30 de março, uma reunião para discutir programas conjuntos de parceria entre as três instituições – USP, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp). O encontro foi realizado no prédio da Reitoria da USP, na Cidade Universitária, em São Paulo.

O foco deste primeiro evento, que contou com a participação dos pró-reitores de Graduação, Pós-Graduação, Pesquisa e Cultura e Extensão Universitária e os chefes de Gabinete das três instituições, foram as atividades-fim das universidades.

“Nosso objetivo é o de buscar a sinergia nas áreas e estabelecer uma pauta conjunta, uma agenda, sobre temas que são comuns para a USP, para a Unesp e para a Unicamp”, destacou o reitor da USP e presidente do Cruesp, Carlos Gilberto Carlotti Junior.

O reitor da Unicamp, Antonio José de Almeida Meireles, que deverá assumir a presidência do Conselho no próximo dia 1º de abril, ressaltou que, com o abrandamento da pandemia da covid-19, “temos boas perspectivas e novos desafios para o futuro. Esses desafios devem se traduzir em ações e propostas concretas para fazer face às demandas das instituições”.

Para o reitor da Unesp, Pasqual Barretti, “algumas interações entre as três instituições já ocorrem de forma natural, mas é importante que a experiência acumulada seja compartilhada e institucionalizada”.

Em seguida, cada um dos pró-reitores e representantes das Pró-Reitorias teve oportunidade de apresentar propostas sobre projetos que possam ser desenvolvidos em conjunto ou que já estão em andamento.

Na graduação, o retorno das atividades presenciais, depois de quase dois anos de suspensão em função da pandemia, foi um dos temas abordados, bem como a experiência do ensino pós-covid. Outra proposta discutida se referiu ao incremento da mobilidade estudantil, com a implementação de currículos flexíveis e disciplinas em conjunto.

(Da esq. p/ dir.) Os reitores Antonio José de Almeida Meirelles, da Unicamp; Carlos Gilberto Carlotti Junior, da USP; e Pasqual Barretti, da Unesp – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

 

Em relação à pós-graduação, os pró-reitores salientaram que já há “um alinhamento de ações entre as três universidades”, principalmente as relacionadas aos debates sobre o financiamento da área pelas agências de fomento e a avaliação do impacto na pandemia no ensino.

No âmbito da pesquisa, discutiu-se a possibilidade da realização de um congresso único de iniciação científica, o lançamento de um edital voltado ao financiamento de atividades internacionais, a promoção de um treinamento destinado a pesquisadores que atuam nos laboratórios e o fortalecimento das centrais multiusuários, que são plataformas para cadastro de equipamentos e laboratórios que podem ser utilizados de forma compartilhada pela comunidade científica.

No que tange à cultura e à extensão universitária, enfoque foi dado para a importância da troca de experiências sobre a questão da curricularização das ações de extensão nos cursos de graduação e a avaliação dessas atividades no trabalho docente.

Dois assuntos permearam as discussões das Pró-Reitorias: a consolidação das iniciativas voltadas para a inclusão social, a diversidade e a equidade de gênero e a importância da criação de métricas e indicadores para mostrar o impacto social das universidades nessas áreas.

Uma nova reunião dos dirigentes deverá ser realizada em 30 dias para apresentação de possibilidades de parceria mais consolidadas. A iniciativa também deverá ser estendida para temas voltados para a gestão universitária.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.