Estão abertas as inscrições para programa de bolsas e auxílios

O Programa de Apoio à Permanência e Formação Estudantil oferece assistência a alunos de graduação com dificuldades socioeconômicas

  • 625
  •  
  •  
  •  
  •  
Conjunto Residencial da USP, no campus da capital – Foto Marcos Santos/USP Imagens

Estão abertas, desde o dia 10 de dezembro, as inscrições para o Programa de Apoio à Permanência e Formação Estudantil (PAPFE), operacionalizado pela Superintendência de Assistência Social (SAS), em conjunto com as Prefeituras dos campi USP.

As bolsas e apoios do programa são voltados aos alunos de graduação classificados com perfil de prioridade no processo de avaliação socioeconômica. O objetivo é garantir condições para que o estudante mantenha e amplie suas atividades na Universidade, visando a concluir o curso ao qual está vinculado, reduzindo a evasão e contribuindo para a formação acadêmica integral.

São cinco tipos de auxílios, cada um com duração de 12 meses: o Apoio-moradia, que consiste em vaga gratuita nas moradias estudantis da USP ou auxílio financeiro mensal; o Auxílio-alimentação; o Auxílio-manutenção EACH, apenas para os alunos da Escola de Artes, Ciências e Humanidades; o Auxílio-livros, para ser utilizado nas livrarias da Editora da USP; e o Auxílio-transporte, apenas para alunos dos campi do interior. Os três últimos auxílios (EACH, livros e transporte) são pagos apenas nos meses letivos.

Inscrições

As inscrições dos alunos veteranos (que ingressaram na USP até 2018), participantes ou não do PAPFE em anos anteriores, poderão ser feitas até o dia 27 de janeiro. Já as inscrições dos novos alunos de graduação (que ingressarem em 2019) devem ser realizadas entre os dias 28 de janeiro e 25 de março, após a realização da matrícula virtual.

As inscrições devem ser feitas exclusivamente de forma eletrônica, pelo Sistema Jupiterweb e os documentos comprobatórios da situação socioeconômica deverão ser anexados dentro dos prazos estipulados no edital.

“Em 2019, a novidade é que os estudantes poderão fazer o upload dos documentos digitalizados para a comprovação da situação econômica, sem a necessidade de entregá-los pessoalmente, o que torna o processo mais eficiente. A análise da documentação será feita virtualmente”, explicou o superintendente de Assistência Social, Fábio Müller Guerrini.

A análise e a classificação socioeconômica são realizadas pelos Serviços Sociais dos campi, utilizando critérios unificados preestabelecidos.

Pela página da SAS podem ser consultados a relação dos documentos necessários, o edital do Programa de Apoio à Permanência e Formação Estudantil e as orientações gerais. O resultado será divulgado até o dia 22 de abril.

Para mais informações e esclarecimento de dúvidas, os alunos interessados devem entrar em contato com a Divisão de Promoção Social da SAS, pelo telefone: (11) 3091-0118.

Programa de Suporte aos Estudantes Ingressantes

Os estudantes de graduação que ingressarem na USP em 2019, classificados com perfil de prioridade no processo de avaliação socioeconômica do PAPFE, também concorrerão automaticamente aos auxílios do Programa de Suporte aos Estudantes Ingressantes (SEI).

Segundo Guerrini, “a ideia desse programa é auxiliar o aluno com dificuldades socioeconômicas durante os dois primeiros meses de aula, período em que ele ainda está se adaptando à vida na Universidade”.

O Programa SEI tem validade apenas durante os meses de março e abril e consiste em auxílio alimentação e vaga em alojamento coletivo provisório ou auxílio financeiro.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 625
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados