FEA-RP promove mudanças e inovações em cursos de graduação

A partir de 2022 o curso de Economia passará a ser diurno, e Economia Empresarial e Controladoria será noturno e chamado de Finanças e Negócios; ambos terão currículo atualizado

 06/04/2021 - Publicado há 8 meses
Por

As reformas curriculares dos cursos de graduação em Ciências Econômicas e no de Economia Empresarial e Controladoria (EcEC) da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA-RP) de Ribeirão Preto da USP foram aprovadas pela Pró-Reitoria de Graduação da USP e devem entrar em vigor em 2022.

A proposta de mudanças do curso de Ciências Econômicas foi elaborada pela comissão coordenadora do curso, então liderada pela professora Roseli da Silva. O professor Fábio Barbieri é o atual coordenador. O novo curso alia formação sólida em teoria e métodos quantitativos como base para uma ampla escolha de caminhos alternativos, segundo os diferentes perfis dos alunos, seja no ambiente de negócios ou acadêmico. Além disso, reforça a área de finanças.

Entre as novidades estão: o curso passará a ser diurno, com carga horária total de 3.030 horas, sem considerar atividades complementares e tempo para integralização mínimo de quatro anos.

De acordo com a proposta de reforma curricular aprovada, “o novo currículo olha para o futuro e para os desafios que os profissionais economistas enfrentarão no mercado de trabalho e como cidadãos. Espera-se que o economista do futuro seja capacitado a contribuir criticamente para o debate público, bem como esteja tecnicamente qualificado para acompanhar os avanços da ciência econômica em busca de constante aprimoramento profissional”.

As disciplinas optativas, ampliadas, são organizadas em trilhas sugeridas aos alunos, segundo seus diferentes perfis e organizadas em sintonia com a pesquisa acadêmica realizada pelos professores do departamento. A transição entre currículos será gradual. Aos alunos das turmas anteriores será garantido o oferecimento das disciplinas do currículo anterior, com a possibilidade de migração e equivalências para as matérias do currículo novo.

Economia Empresarial e Controladoria

A proposta foi elaborada na gestão anterior da comissão coordenadora do curso, então liderada pelo professor Fábio Barbieri. Foi debatida em comissão específica, sob a responsabilidade do professor Eliezer Martins Diniz, presidente da CG, contando com a coordenação de curso, chefes e docentes dos Departamentos de Economia e Contabilidade e representantes discentes e aprovada nas instâncias da FEA-RP. A professora Mariana Fregonesi é a atual coordenadora do curso.

De acordo com Mariana, entre as novidades estão: o curso passará a ser noturno, com carga horária total de 3.030 horas e uma grade totalmente reformulada com 20% das horas-aula em disciplinas optativas: “A reforma foi programada em duas etapas. Na primeira, aprovada pela PRG, o objetivo era reestruturar o conteúdo oferecido visando a reduzir a carga horária para um curso noturno. A segunda, que começa a ser preparada agora, visa a planejar mais disciplinas optativas e aumentar a interdisciplinaridade do curso”.

O principal ponto de mudança, explica a professora, é em relação ao conceito do curso: antes, a formação do aluno era construída a partir de duas profissões: economista e contador. “Agora passamos a definir o egresso no projeto pedagógico a partir de uma análise do espaço que os alunos conquistaram no mercado de trabalho: uma carreira que varia entre economia gerencial e finanças corporativas, considerando alternativas de atuação como gestor financeiro, analista de investimento, entre outros.”

Por: Leonardo Rezende


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.