Programa da FAPESP apoia pesquisa inovativa em pequenas empresas

Este é o único programa da fundação que não exige formação de nível superior de seus idealizadores

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

jorusp

O Momento USP Inovação desta semana entrevista o professor Fábio Kon, coordenador adjunto de Pesquisa para Inovação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). O coordenador esclarece dúvidas sobre o Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE) da FAPESP, que foi criado há 20 anos.

O objetivo do programa PIPE é apoiar pesquisas inovadoras em pequenas empresas ou startups. Para a solicitação do financiamento, esse é o único programa da FAPESP que não exige formação de nível superior do proponente, pois o que é avaliado é apenas o projeto. Porém, o autor deve demonstrar domínio na área de sua pesquisa.

Sem áreas prioritárias e sem precisar ser projetos da USP, Kon afirma que não basta ser uma pesquisa de interesse científico, ela deve levar algo ao mercado, o que faz que haja melhorias na competitividade da pequena empresa envolvida no projeto. A exigência, segundo ele, é que o projeto tenha seu desenvolvimento no Estado de São Paulo e que este seja executado em alguma pequena empresa. Os editais são realizados a cada 90 dias.

Com duas décadas de existência, o programa já apoiou desde empresas de máquinas de sorvete até  equipamentos hospitalares que hoje exportam produtos por todo o mundo.

Jornal da USP no Ar, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93,7, em Ribeirão Preto FM 107,9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular. Você pode ouvir a entrevista completa no player acima.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados